fbpx

Tudo que você precisa saber sobre alergia de pet

Muitas pessoas ainda acham que podem oferecer qualquer tipo de alimento para os pets. Que eles podem comer tudo que nos comemos sem causar nenhum tipo de problema a saúde deles. Mas isso não é verdade! Além de existirem alimentos tóxicos, ou seja, que não podem ser oferecidos de jeito nenhum a eles, existem outros que podem causar, de forma individual, algum tipo de sensibilidade/alergia ao pet. E essa sensibilidade pode ser desde uma alergia alimentar até uma simples intolerância alimentar, que são coisas totalmente diferentes.

Primeiro, é importante saber que há uma grande diferença entre uma intolerância alimentar e uma verdadeira alergia alimentar para cães. A intolerância alimentar ocorre quando um pet tem dificuldade em digerir um determinado ingrediente, como, por exemplo, laticínios, enquanto uma alergia alimentar desencadeia uma resposta imune provocando maiores complicações.

Alergias não são divertidas para ninguém, mas especialmente para seu pet que é incapaz de dizer o que está deixando-o tão desconfortável.

Como as alergias alimentares podem afetar meu pet?

As alergias alimentares podem afetar de muitas maneiras diferentes a saúde do seu pet. Por isso, observe com muita cautela as dicas sutis que seu pet pode estar lhe dando ao comer algum alimento. 

Os sintomas mais comuns de uma alergia/intolerância alimentar são:

– Vômitos ou diarreia;
– Flatulência;
– Queda de pelo;
– Pele vermelha e inflamada;
– Coceira;
– Problemas crônicos ou recorrentes de ouvido;
– Espirro, tosse;
– Baixo crescimento/desenvolvimento em cães jovens;
– Perda de peso.

Mesmo que você note algumas anormalidades, pode ser difícil descobrir a qual alimento seu pet é alérgico ou intolerante. Além disso, as alergias alimentares frequentemente imitam outras doenças, principalmente as de pele, e muitos cães têm outras alergias, como dermatite de picada de pulgas e atopia. Por isso, uma ida ao veterinário é a melhor maneira de ajudar a eliminar qualquer suspeita existente.

Meu pet pode de repente desenvolver uma alergia alimentar a algo que ele comeu por anos?

Sim!! Isso porque ele precisa ser sensibilizado (ter sido exposto) por meses ou anos ao alimento até ele se tornar alérgico. Então, em geral, eles não vão reagir dramaticamente na primeira vez que comem. Os sinais da alergia vão aparecer sutilmente aos poucos, até se tornarem mais exacerbados. No entanto, uma vez alérgico, quase sempre haverá uma reação negativa a esse alimento.

Uma reação exacerbada e rápida à algum alimento ocorre nos casos de intolerância alimentar. Ou seja, o animal comeu algum alimento e depois de alguns minutos ou horas ele começa a apresentar sintomas alérgicos, como vermelhidão, coceira.

Como ocorre o diagnóstico?

O diagnóstico específico de alergias alimentares ocorre através de um teste alimentar com o fornecimento de uma dieta específica chamada Dieta de Eliminação. 

Essa dieta especial não deve conter nenhum ingrediente que o animal de estimação tenha comido no passado. Isso também exige que nenhum outro alimento, guloseimas ou suplementos seja oferecido durante o período de teste.

Durante 8 a 12 semanas o animal irá se alimentar de ingredientes que ele nunca comeu antes. Uma vez que o cão melhorou, começamos a reintroduzir os alimentos antigos que achamos que causaram os problemas em primeiro lugar. Se eles têm uma reação, que geralmente leva alguns dias a algumas semanas, então sabemos que eles têm uma alergia alimentar.

Como uma alergia alimentar é tratada?

Uma vez identificada a substância alimentar alergênica, uma dieta que não contenha esse ingrediente é escolhida. Seu veterinário irá discutir as melhores opções para o seu animal de estimação, com base nos resultados dos testes.

Hoje há uma série de dietas hipoalergênicas comercialmente disponíveis que podem ser oferecidas para o resto da vida do pet. Porém, muitas vezes, essas dietas comerciais acabam contendo algum outro ingrediente que seu pet não pode comer. Se isso ocorrer, você terá que optar por um alimento natural desenvolvimento especialmente para as necessidades individuais do seu pet.

O problema pode ser curado?

O único tratamento é evitar aquele alimento. Alguns animais de estimação precisarão de medicação durante episódios graves, mas a maioria dos animais de estimação pode ser tratada com sucesso com uma dieta hipoalergênica.

Se você acha que seu animal de estimação pode ter algum tipo alergia/sensibilidade alimentar, você deve discutir isso com seu veterinário, que pode ajudar seu animal de estimação a ter uma vida muito mais saudável e feliz.

Gostou? Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Atendimento AN Pets
Iniciar bate papo